SEJAM BEM VINDOS!

Muitas ideias que expressavam sonhos. Muitos ideais que se manifestaram na simples reflexão de ser útil além das funções que exercemos ao menos por um instante. Várias alternativas a nossa frente e muitos obstáculos.

Um dia percebi que deveria ser útil universalmente, pensei e pensei como ascender a esta condição, pois, não possuía nenhum dom especial. No entanto, sou um homem que gosta de escrever. Explorei este caminho, pois as palavras e ideias são muito poderosas e podem servir para inspirar pessoas na sua trajetória vital.

Sou historiador um guardião da memória e pesquisador. Sou poeta de expressões líricas e sociais. Não sei se o que penso é certo ou errado, mas sei que aprendo e ensino dentro de um contexto imperfeito.

Este é meu universo virtual, um lugar de divulgação de minhas humildes e imperfeitas obras literárias e científicas.

domingo, 30 de junho de 2013

POEMA PUBLICADO NO PAINEL BRASILEIRO DE NOVOS TALENTOS 19ª ANTOLOGIA

Em março de 2003 a Câmara Brasileira de Jovens Escritores publicou a poesia  "Enigma de mulher" na sua 19ª antologia.

Enigma de mulher

Mulheres são metáforas vivas.
Pois seus desejos são ambíguos,
Manifestados de forma enigmática.

Não há uma certeza em suas intenções.
Inviabilizando uma previa previsão.
Aumentando os riscos de nossas decisões.

Mulheres são aventuras ao desconhecido.
É a busca por um mundo perdido.
Que refletem em cada um de nossos sentidos.
Ocultado nos abismos mais profundos.
Fora da realidade do mundo.

Os caminhos que levam até as mulheres.
Muitas vezes são sombrios e tempestuosos.
Eis que testam cada pretendente.
Pois é assim que elas separam homens de crianças.
Sem deixar que nunca perca-mos a esperança. 


Esta poesia faz parte do repertório poético da obra "Sonhando escrevi sobre o amor"
Disponível para leitura gratuita no endereço:
http://www.issuu.com/kotovski/docs/sonhando_escrevi_sobre_o_amor_-_ant

Já a "Antologia 19" só é possível adquirir com custo no endereço:

sábado, 29 de junho de 2013

Inspiração Derradeira

“O amor platônico é uma platônica tolice” (Provérbio Inglês)


Introdução dispersa

Escrevo hoje,
O que amanhã,
Estará pelo mundo.

Carregado pelos pensamentos,
Pelos momentos,
Que nunca mais se repetirão.

Cada verso tem uma história,
Que nasceu junto com a vida.
Uma vida efêmera,
Que deixa marcas.

Nas poesias posteriores,
Estará á expressão vital,
Do mais complexo dia-a-dia,
Que sempre se repetirá.



Para visualizar ou baixar a obra visite o endereço:

sexta-feira, 28 de junho de 2013

A História Brasileira em versos.

Mais histórias, só que em versos!

Introdução a História do Brasil.

Quinhentos e oito anos de civilização,
E milhões de anos desconhecidos antes dessa condição,
Se escreve sobre o que foi relatado,
Mas tem muito mais que não foi mostrado.

O Brasil não é um reino encantado,
Tão pouco renegado.
Ele tem uma historia,
Que forjou sua memória.

O que o Brasil é,
Foi fruto de quem aqui colocou o pé,
Se culpado ou inocente,
Se deve viver apenas o presente.

O passado,
Não são passos certos ou errados.
É o Brasil com a alma de criança,

Que renasce no sonho e na esperança.

Para baixar ou ler as poesias, visite o endereço:
http://www.issuu.com/kotovski/docs/a_historia_brasileira_em_versos

quinta-feira, 27 de junho de 2013

A HISTÓRIA DA HUMANIDADE EM VERSOS

O tema poético é a história.

Introdução a História do Mundo.

Poetizar a realidade,
É cair em fatalidade.
Contar uma história,
Sem torná-la estória.

Tentei não ofuscar a magia,
Que deve carregar a poesia.
Mas falei de um passado,
Sem ter o presenciado.

Reportei-me às teorias,
Não me prendi as demagogias.
Mas escrever sobre o objeto da ciência,
Foge da coerência.

Escrevo sobre evoluções,
Os marcos das civilizações,
Sobre históricas questões,
Através de “poéticas (?)” confusões.

Nada nas futuras páginas foi inventado,
Tão pouco sonhado,
Porém foi inspirado,
No que já foi realizado,

Esta é minha contribuição,
Para as futuras gerações,
O qual espero que possuam a compreensão,

Dos conhecimentos que hoje são padrões.


Visualize gratuitamente a obra poética no endereço:
http://issuu.com/kotovski/docs/a_historia_da_humanidade_em_versos_

quarta-feira, 26 de junho de 2013

OS PAÍSES DO PLANETA TERRA EM VERSOS.

DIVERSIFICANDO O ASSUNTO

Os países do Planeta Terra em versos.

Territórios habitados,
Que formam organizados Estados.
Que possuem na alma de sua população,
Um contexto criado pela cultura e tradição.

Hoje são cento e noventa e duas Nações,
Distribuídas pelas mais diversas regiões,
Deste Planeta Terra que vivemos,
Mas, pouco conhecemos.

Cada país uma realidade,
Ditada por uma sociedade,
Que vive de acordo com seu espaço natural,
Criando uma personalidade comum nacional.

Podem ser versos,
Mas são de um universo,
Que existe e que pode ser encontrado,
Mesmo que ninguém nunca tenha sobre ele falado.


Leia ou baixe gratuitamente as poesias  no endereço:


terça-feira, 25 de junho de 2013

POESIAS: O REFÚGIO DE UMA ALMA ROMÂNTICA

Mais um devaneio poético  
Visite a obra e leia ou baixe gratuitamente no endereço:
http://issuu.com/kotovski/docs/poesias_o_ref__gio_de_uma_alma_rom_


“O amor é um mestre admirável que nos ensina sermos o que nunca fomos, e muitas vezes, com as suas lições, mudam completamente os nossos costumes”. (Molière) 

Poesia introdutória

Um novo começo,
Novos versos,
Infinitas mensagens,
Incontáveis interpretações.
 
Mais um livro de poesias, poemas e trovas.
Todas dedicadas á alguém!
Ou serão dedicadas á alguém?
Pois o assunto que elas tratam é o amor.

Cada breve criação,
É a observação do amor em suas diversas manifestações.
Desde na tradicional forma romântica e apaixonada,
Há sua manifestação universal.

Muitas são as poesias,
Mas quantas se identificarão com você?
Talvez uma, duas, várias.
Eis que isso só você saberá.

Saberá se ler com o coração,
Sem muito o auxilio da razão,
Apenas com um simples ato de reflexão.
Porque ler, quase todos sabem, mas compreender o que leu...  


segunda-feira, 24 de junho de 2013

REFLEXOS DE MUITOS MOMENTOS

“A paixão nos torna tolos e vulneráveis, mas ser genial e correto o tempo todo é tão monótono!” (AZEVEDO, Regina.M.)

Trova introdutória

Esta trova introdutória,
Descreve a trajetória,
Da emoção satisfatória,
Da vida aparentemente ilusória!

Este livro de poesia,
Poderia ser denominado,
Como livro de magias!
Escrito por um mago apaixonado.

Esta obra poética,
E eclética.
Tira da universalidade,
A sua realidade.


Visite gratuitamente o endereço da obra na rede:
http://www.issuu.com/kotovski/docs/reflexos_de_muitos_momentos.

domingo, 23 de junho de 2013

ESCRITURAS ROMÂNTICAS

O capítulo primeiro desta obra de poesia lirica já é apresentado com a seguinte frase:

 “A verdadeira riqueza é o afeto; a verdadeira pobreza é o egoísmo”. (VINET. A)

Versos introdutórios

Quando meus versos forem lidos,
Ficarão as perguntas:
Qual o destino que terão?
Que leitor, de qual cidade brasileira,
De qual país,
Identificará ou simpatizará com eles?
Não se sabe.
É como se ele passasse a fazer parte,
De um grande patrimônio cultural,
Que é público!
Os versos são meus!
Mas não pertencem mais a mim, compreende?

Pois, eles ganharam asas, liberdade, autonomia e independência.
Para fazer efeito em quem eles escolherem,
Em quem escolher aquilo que escrevi.
Pode parecer simples,
Mas reflita bem,
É exatamente isso que faz a vida ser assim:
Misteriosa, mágica, quente e envolvente.

Visite o link abaixo para ler ou baixar a obra.
http://www.issuu.com/kotovski/docs/escrituras_rom__nticas_-_antonio_ko

sábado, 22 de junho de 2013

VERSOS IMPERFEITOS. INTENÇÕES VERDADEIRAS.

Com um sugestivo capítulo inicial  "Para o meu sonho!" esta obra expressa no mesmo capítulo traços nítidos de um sonho de amor ilusório. Pois, como a epigrafe cita:
"A mulher tem o poder de esvaziar o cérebro dos homens, domesticando-os”.(COUTINHO, Galeão)

Introdução poética

Versos com objetivos,
Muitos são alternativos,
Alguns indefinidos,
Mas nenhum pode ser esquecido.

Falam de amor,
Da dor,
Por meio de sensações,
Expressada pelo coração.

São poesias únicas,
Pois são compostas de momentos,
Que não se repetem,
E nem se parecem.

Este breve comentário,
Não consegue expor,
O que você irá ler,
E em seus pensamentos se perder.

DISPONÍVEL GRATUITAMENTE PARA LEITURA NO ENDEREÇO:



sexta-feira, 21 de junho de 2013

HORIZONTE TERMINAL

Hoje não apresentarei um livro de poesias, mas uma ficção científica sobre invasões alienígenas e o fim da raça humana. As únicas poesias existentes no documento são as de introdução dos capítulos.
     
Horizonte terminal.

O perigo veio do infinito,
E o medo reinou perpetuo e soberano.
As vidas dos homens se tornaram um labirinto.
Tão grande, que a saída se tornou impossível.
Um milagre,
Uma revolução.
Em um mundo séptico!
O inferno é aqui!
Mas onde está o Rei desse inferno?
E a vida no planeta se resumia no ser humano.
E no que ele conservou.
O fim tão próximo!
Que escravizou os sentimentos humanos.

Para ler ou baixar esta obra de ficção científica visite o endereço:
http://www.issuu.com/kotovski/docs/horizonte_terminal

quinta-feira, 20 de junho de 2013

VIAGEM VERSADA

“O que não se compreende, não se possui”.(GOETHE)

Com essa ideia que os versos do primeiro capítulo se nortearam, porém sem perder a essência da declaração romântica.

 Introito
 
Começo sem fim.
Palavras que não acabarão,
Em simples frases.
Mas um começo,
De um livro novo,
Que carrega,
Uma história velha.
Começa com o amor romântico,
Explica-se no amor universal.
Defende a vida e o ambiente.
Diversifica a poesia pelos caminhos do esporte.
Algumas breves homenagens.
Para daí sim falar do fim.
Mas não com a intenção de acabar,
Mas de continuar de uma outra maneira.




Leia ou baixe gratuitamente a obra no endereço:

http://www.issuu.com/kotovski/docs/viagem_versada

quarta-feira, 19 de junho de 2013

VOZ INTERIOR!

“Não há nenhuma vergonha em alguém ser feliz, mas seria vergonhoso ser feliz sozinho. (CAMUS, Albert)

O capítulo I dessa obra começa expressando a voz romântica que ascende e desperta sem uma previsão definida.

 Palavras introdutórias

Uma sintética introdução,
Do que foi exposto pelo coração.
Que não puderam ser contidas pela razão.

Estas palavras querem demonstrar,
O mundo mágico que irão encontrar,
Em cada verso,
Que representa um universo.

Grandes viagens,
Algumas mensagens,
Ilusórias paisagens.

Cada página esconde um mistério,
Contendo um conteúdo sério,
Ocultado entre metáforas e fantasias,
Representada pelas posteriores poesias.


Para ler ou baixar gratuitamente visite o endereço:

segunda-feira, 17 de junho de 2013

RELATOS DE UM TAMANDAREENSE. HISTÓRIA DO MUNICÍPIO DE ALMIRANTE TAMANDARÉ

CONSIDERAÇÕES INICIAIS 

Um dia escutei, que quando moramos muito tempo em um lugar, acabamos sendo o próprio lugar. Talvez eu não more tanto tempo em Almirante Tamandaré, a ponto de assim ser. Mas o simples fato de conviver com quem já é o lugar, já me faz também ser uma pequena parte da cidade.
A cidade tem uma história. Um conjunto de histórias, que não se encontram em livros, bibliotecas, arquivo público ou na internet simplesmente. Mas que oralmente ou por ações se propaga pelo vento, carregando em seu contexto, cenários de um passado não tão distante, mas que pode se perder, simplesmente porque se acha que algo para ser histórico, deve ser grande e de notoriedade pública.
Foram ações comuns, acontecimentos cotidianos e o pioneirismo, que escreveram a história de Almirante Tamandaré. Pois, foram estes fatos simples, que permitiram que a população local, lograsse êxito aonde qualquer outro forasteiro que aqui chegasse com ares de aventura e comodidades, já fosse embora por não se adaptar ao trabalho exigido para dar inicio a uma cidade.
Hoje, as coisas estão prontas, fáceis, cômodas e mal utilizadas. Talvez, porque contemporaneamente esquece ou não se dá valor aos desafios que desencadearam as ações de diversas pessoas representantes dos vários setores da sociedade, que aqui deixaram seu legado. Ou seja, deixaram uma terra com os caminhos iniciados. Porém, com o eterno ciclo de aperfeiçoamento daquilo que se recebeu e que se repassa. Já que tudo na vida dos homens tende a sofrer a ação de seu trabalho e do progresso que advêm dele.
Por isto, o que escrevo hoje, são relatos. Não apologia! E onde muitos viram “devaneios poéticos” ou “contos” e “lendas”, eu consegui perceber a história, ocultada em supostas fantasias.
Estes relatos captados são feitos por um tamandareense. Filho, neto e bisneto de pessoas nascidas nesta terra. São relatos conhecido de muitos filhos antigos da terra (pois, viram ou até participaram de muitos fatos pioneiros aqui descritos), mas desconhecidos daqueles que a terra acolheu há pouco tempo.
 O que será relatado posteriormente são resumos de grandes acontecimentos, que devido a sua particularidade, quebraram a rotina do cotidiano e permitiram que se iniciasse algo novo. Porém, eles passaram despercebidos, já que o pioneiro povo de Tamandaré, não fazia as coisas para colher os méritos advindos do reconhecimento social, cultural, político ou cientifico. Mas sim, para prover uma melhor e mais cômoda sobrevivência no contexto do árduo dia-a-dia.
Os Relatos de um Tamandareense é uma obra científica histórica com linguagem adaptada a atender aos anseios de uma plateia heterogênea, cujo, a finalidade é não deixar estes feitos serem apagados com o tempo e fornecer subsídios situacionais para futuras pesquisas. Nesse sentido, busca funcionar também como um documento de contraposição a qualquer alteração estabelecida sobre fatos notórios e de conhecimento público. Feitas por possíveis interpretações doutrinárias ou ideológicas, que ao invés de preservar a história de um povo, a apagam, mantendo apenas o que lhe interessa e possa ser utilizado para um propósito que lhe traga algum retorno.
Diante deste exposto inicial, este livro é a preservação de pequena parte da história municipal expressando-se como uma homenagem a todos aqueles que no contexto desta obra serão citados, e também aos que não serão, mas que mesmo assim deixaram sua marca nessa terra. Sei que muitos não mais estão entre nós em vida. Mas estão na forma de seus empreendimentos em diversas áreas que ajudaram a construir o município que aprendi admirar desde cedo. Está obra também relata ações de pessoas, que ainda estão firme e forte, colaborando do seu jeito, para dar rumo ao progresso da cidade.

Pois, o grande mérito de se colaborar com a história do município, não esta no reconhecimento, mas na satisfação de se ter melhorado o lugar em que se vive. Pois, quem faz para a comunidade está fazendo para si próprio, já que todos nós fazemos parte de um grupo, entrelaçada em um contexto de ação e reação.

Extraído das p.09-11 do livro "Relatos de um tamandareense. História do município de Almirante Tamandaré.

Divulgação de lançamento do livro publicado na Folha de Tamandaré nº 691 de 01-15/08/2011, p.02.

O link para baixar ou ler gratuitamente a obra é o seguinte:
http://issuu.com/kotovski/docs/livrokotovisk


domingo, 16 de junho de 2013

SONHANDO ESCREVI SOBRE O AMOR

“No final das contas, o tempo e o amor são os dois elementos sobre os quais nunca se pode ter certeza”.(HOFMAN, Alice )

A epigrafe  de abertura do capítulo primeiro (Declaro meu amor a você) praticamente resume as características gerais das poesias a serem encontrado na parte inicial da obra.

   Introdução às poesias

Ao leitor,
Que pretende ler,
Algo sobre o amor.

Saiba desde já,
Que as poesias que encontrará,
Deveriam ser uma explicação,
Dos sentimentos oriundos do coração,
Com um breve toque da razão.

Devido á riqueza de interpretações,
As poesias se tornam sem coesão
Se forem lidas apenas com os olhos da razão.

Na ambiguidade das mensagens
Faz-se várias viagens,
A um mundo pouco visitado
Que quando encontrado,
Torna-se inusitado.   

Poesia extraída da p. 02 da obra "Sonhando escrevi sobre o amor". 

Conheça, leia ou baixe gratuitamente a obra no endereço:


sábado, 15 de junho de 2013

AMOR DESCRITO POR UM APAIXONADO PELA VIDA!

O livro de poesia “Amor descrito por um apaixonado pela vida!” foi lançado fisicamente em duas oportunidades. A primeira vez em 08/12/2001 e a segunda vez em 10/11/2002.
Foi um livro que fez muito sucesso entre as adolescentes, já que suas poesias carregam mensagem de amor e serviam para complementarem cartas românticas.   
(Capa atual do livro. Na segunda imagem, cartaz da divulgação do lançamento com o apoio da Fundação Cultural de Curitiba. Terceira imagem, lançamento do livro em 10/11/2002/Foto: Família Kotoviski, 2002)

A obra integra o acervo de várias bibliotecas do mundo, entre elas cito:
·         National Library of AustraliaAUSTRALIA.
·         Biblioteca Nacional – Lisboa – PORTUGAL.
·         Biblioteca Nacional de Angola – Luanda – ANGOLA.
·         Biblothèque  Nationale de France – Paris – FRANÇA.
·         Deutsche Bibliothek – Frankfurt – ALEMANHA.
·         Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas (INEP) – GUINÉ - BISSAU.
·         Biblioteca Nazionale  Centrale “Vittório Emanuelle II” – Roma – ITALIA.
·         Biblioteca Nacional de Macau – MACAU.
·         Biblioteca Nacional de Moçambique -  Maputo – MOÇANBIQUE.
·         Biblioteka Norodowa – Varsóvia – POLÔNIA.
·         Biblioteca Nacional – Madri – ESPANHA.
·         National Parlamentary Library of UkraineKiev – UCRÂNIA.
·         British Library – Londres – REINO UNIDO.    
·         Library of Congress – Washington – ESTADOS UNIDOS.
·         Biblioteca Nacional – Santiago – CABO VERDE.
·         Centro Cultural Francisco Tenreiro – São Tomé – SÃO TOMÉ E PRINCIPE.
·         Centro Cultural Português – São Tomé – SÃO TOMÉ E PRINCIPE.
·         Centro Cultural Português em Díli – Díli – TIMOR LESTE.
·         The Curator – Central Library – Panaji – GOA.

No entanto, merece registro que no dia 31 de maio de 2013 as 22h:41min, que a obra  em formato PDF ganha uma versão digital para transcender fronteiras e ir onde a versão física não chegou com o objetivo de ser uma ferramenta de inspiração do amor e da paz de espírito.

O link de acesso para ver ou baixar gratuitamente esta obra é:



sexta-feira, 14 de junho de 2013

INSPIRAÇÃO DERRADEIRA

No ano de 2004 meus pensamentos continuaram a ganhar formas nos versos que tentaram e eternamente tentarão expressar a maneira como vejo o amor e a vida. Porém, naquele momento estas poesias não ganharam o mundo de forma física.  

Devido ás sentimentalidades que envolvem estes versos da minha sétima obra poética, poderão ocorrer viagens a universos que pareciam estar perdidos. Mas que vivem em cada um, de forma que muitas vezes não são possíveis serem percebidos.

Estas viagens são loucamente utópicas, mas que mostram a realidade de um ângulo que temos receio muitas vezes de observar.



Para visualizar ou baixar a obra visite o endereço:



quinta-feira, 13 de junho de 2013

POESIA: O REFÚGIO DE UMA ALMA ROMÂNTICA

A referente obra foi elaborada em 2003 e por efeito se tornou a terceira de minhas criações poéticas. Não logrou a sorte de ser lançada por meio físico. Porém, depois de 10 anos ganha uma versão digital para chegar aos quatro cantos do mundo.

Ideias que ganharam vida, através de palavras, versos e poesias. Assim nasceu mais uma obra poética com a missão de falar de amor sem denegri-lo ou torná-lo melancólico, mas de exaltá-lo mostrando ao mundo que o amor existe e resiste dentro de todos os seres humanos do planeta. Manifestado nas mais diversas formas e sentidos.
Um grande sinal que o amor é forte dentro de nós é a poesia que constantemente redigimos no livro da vida ou que a procuramos quando buscamos refugio para o conforto de nossa alma.

Porém, esta poesia que falo é recitada por imagens, sons, sentimentos, acontecimentos... É universal, complexa, ambígua, metafórica. É percebida sempre! Porém são poucas as pessoas que buscam senti-las mais profundamente.

Estas poesias podem ser captadas e interpretadas de acordo com o momento que vive a pessoa. Porém, existem pessoas que não se contentam em senti-la só, e por este motivo a expressam das mais diversas maneiras. Divulgando o amor para todos.

Eu sou uma dessas pessoas, na qual, sinto-me no dever de manifestar mesmo que ambiguamente os segredos do amor. Pois, sei que alguém poderá um dia em sua vida aproveitar algumas das muitas mensagens que minhas poesias passam. Já que, como o título desse livro sugere, a poesia é o refúgio da alma.

Visite a obra e leia ou baixe gratuitamente no endereço:
http://issuu.com/kotovski/docs/poesias_o_ref__gio_de_uma_alma_rom_

quarta-feira, 12 de junho de 2013

A HISTÓRIA DA HUMANIDADE EM VERSOS

Buscando satisfazer a necessidade de contribuir com algo relevante dentro da sociedade humana, criei esta obra poética versando a História da Humanidade no Planeta Terra. Tive como inspiração, fatos verídicos que marcaram a vida dos seres humanos. Sei que as poesias redigidas nas posteriores páginas desta obra, não possuirão uma rica gama de informações sobre os mais diversos fatos históricos. Pois, justificando esta falha, que não é falha, expresso que tentei poetizar! Tentei adaptar a magia da poesia às informações técnicas que colhia. Porém esta situação não desenvolveu a qualidade poética que eu gostaria que minhas obras expressassem, como também ficou resumido muitos fatos históricos importantes. Diante de tal acontecimento, gostaria que fosse de consciência, que o que será lido são apenas breves referências a importantes fatos histórico. Outro ponto negativo que demonstro, é que por motivos lógicos não consegui expor todos os acontecimentos que ocorreram no mundo. Mas isto seria impossível para qualquer mortal! Ainda poderão observar em minhas poesias que elas não se retratam a datas, isto se deve porque não existe uma contagem padrão no mundo atual. Temos o Calendário Cristão, Judaico, Islâmico, Chinês,... porém, a sequência que utilizei para didaticamente demarcar os capítulos, foi da História Clássica Ocidental. Outra relevante informação que irei repassar, é que os fatos apresentados, não devem ser visto sob um plano sistemático. Pois, a história se desenvolve em vários lugares e em vários planos, e muitas vezes em tempos semelhantes. Ou seja, a sequência de fatos expressos esta disposta sob uma apresentação didática.
Além de fatos históricos, brevemente expressei as diversas formas de interpretação da História, como tentei demonstrar como funciona o tempo histórico. É lógico, são poesias, porém busquei informar os padrões de observações de como é contada a História em minha época.
Espero ter realmente deixado uma contribuição para as futuras gerações.

Visualize gratuitamente a obra poética no endereço:

 

terça-feira, 11 de junho de 2013

REFLEXOS DE MUITOS MOMENTOS




Mais um livro de poesia confeccionado. O mais demorado. Começou a ser redigido em 04 de Março de 2006 e só concluído em 04 de fevereiro de 2008. Porém, não foi lançado oficialmente.
Intitulado “Reflexos de muitos momentos”, a obra mereceu espontaneamente este nome, pois em dois anos de elaboração, se viajou muito pelo tempo. Passado, presente e futuro.
Por característica própria deste autor, o livro é dividido em temas.
São poesias o que você irá encontrar aqui, não aconselhamentos ou respostas prontas. Pois assim cito, porque assim poderá parecer.
Ao abrir este livro, uma viagem você fará, aos recantos mais profundos e esquecidos de sua alma. Não se surpreenda se você trazer a tona coisas que não gostaria de ter lembrado, ou vice versa. Não é a minha intenção. Mas sou poeta, e tentei explorar meus sentimentos aos extremos.
No entanto você pode não gostar do que leu. Quem sabe qual será o destino destas palavras eternizadas.
Bem vindo ao meu mundo!




Visite gratuitamente o endereço da obra na rede:


segunda-feira, 10 de junho de 2013

ESCRITURAS ROMÂNTICAS

 
 A presente obra poética foi 5ª tecida, mas nunca ganhou asas para viajar pelo mundo. Ficou guardada por nove anos esperando uma forma de se manifestar.

A escrita é sem duvida a maior invenção do homem em toda a sua história. Propulsora do conhecimento e sabedoria que evoluiu e evolui junto com a vida humana. Já o amor é um sentimento universal que não foi criado pelo homem, mas que surgiu espontaneamente nos seres humanos.

Uma importante invenção unida ao mais complexo dos sentimentos. Uma mistura harmônica, mas reagente a qualquer elemento mágico que a ela integre. O resultado de tal reação é a poesia. De fórmulas infinitas profundamente sentimentais e de compreensão universal. Esta reação ocorreu nesse livro, que hoje marca um passo em direção ao horizonte, distante, mas possível. 

Principalmente porque cada “fórmula poética” será analisada nos mais variados mundos pessoais de um ser humano vivente nos quatro cantos do planeta Terra.
Talvez minha obra peque por não possuir as formalidades acadêmicas. Mas sentimentos escritos possuem formalidades?

Suponho que não. Pois, são impessoais, porém transferíveis sem perca ou divisão da essência!
Romance e paixão; segredos e confidências; sonhos e pesadelos; vida e morte... Um breve resumo do mundo a ser desbravado a partir das páginas do mundo que visita agora.


Visite o link abaixo para ler ou baixar