SEJAM BEM VINDOS!

Muitas ideias que expressavam sonhos. Muitos ideais que se manifestaram na simples reflexão de ser útil além das funções que exercemos ao menos por um instante. Várias alternativas a nossa frente e muitos obstáculos.

Um dia percebi que deveria ser útil universalmente, pensei e pensei como ascender a esta condição, pois, não possuía nenhum dom especial. No entanto, sou um homem que gosta de escrever. Explorei este caminho, pois as palavras e ideias são muito poderosas e podem servir para inspirar pessoas na sua trajetória vital.

Sou historiador um guardião da memória e pesquisador. Sou poeta de expressões líricas e sociais. Não sei se o que penso é certo ou errado, mas sei que aprendo e ensino dentro de um contexto imperfeito.

Este é meu universo virtual, um lugar de divulgação de minhas humildes e imperfeitas obras literárias e científicas.

segunda-feira, 4 de novembro de 2013

CONSIDERAÇÕES SOBRE A UFOLOGIA

Para quem se interessar no assunto "Ufologia" visite o endereço e leia a pesquisa!

(Um breve trecho da obra...)
A pesar de existir uma manifestação acadêmica no sentido de tentar colaborar com o estudo ufológico, ele contemporaneamente é desenvolvido de forma independente, praticamente fora das academias, por pessoas leigas motivadas pelos mais diversos interesses e pontos de vistas divergentes que se caracterizam em delimitar a Ufologia como uma forma embrionária de ciência (protociência) ou de misticismo. Alguns pesquisadores acreditam ser uma disciplina autônoma e independente, com metodologia própria, e até não dependendo de vinculação acadêmica, que se reflete nos fundamentos da pesquisa de campo a qual se relaciona a conclusões tiradas de contextos orais e documentos questionáveis devido a sua origem, história e a forma como são conseguidos. Ou seja, no laboratório mais sensível e indispensável para produzir um contexto probatório. Por efeito dessa falta de coesão de atitude científica, o estudo se deleita no senso comum e negativamente molda uma identidade negativa. O que por efeito se torna inspiração para observações de peso como a feita pelo astrofísico americano Josef Allen Hynek crítico da explicação extraterrestre quando em 1976, ele afirmou:

“Tenho apoiado cada vez menos a ideia de que os ovnis são espaçonaves de outros mundos. Há tantas coisas se opondo a essa teoria. Para mim, parece ridículo que superinteligências viajariam grandes distâncias para fazer coisas relativamente estúpidas, como parar carros, coletar amostras de solo e assustar pessoas”[1].

 No final da vida, ele estava convencido de que os “discos voadores” tinham mais a ver com fenômenos psíquicos do que com veículos alienígenas.
A partir desta introdução é plausível refletir que o problema do estudo ufológico é a sua credibilidade questionável por falta de identidade científica de fato motivada pela falta de coesão em seus estudos.
Suposições e afirmações sem base probatória plausível e integra. Este é o problema. 



[1] Revista Superinteressante. Ufologia é Ciência?. Editora Abril, S/A, junho 2005.

Nenhum comentário:

Postar um comentário